Mil Casmurros

Gente, gente, gente. Palpi deixou a dica nos comentários e eu fui lá conferir, já que vindo dela, é sempre boa coisa.

Não sei se todos sabem, mas a Rede Globo exibirá de 10 a 14 de dezembro a minisérie Capitu, BT já até comentou aqui. O mais legal de tudo é que, como parte da estratégia de divulgação, a emissora colocou no ar o site Mil Casmurros, que nada mais é que a maior leitura coletiva de Machado de Assis de todos os tempos. Funciona assim: o livro ‘Dom Casmurro’ foi dividido em mil pequenas partes, e todos estamos convidados a gravar 1 dos trechos disponíveis, não é muito legal?

E como eu amo esse livro e amo iniciativas de dar gosto como esta, gravei hoje meu humilde trechinho 0043. Clique aqui pra ver BT. Hahahaha. Só rindo.

erica_mil_casmurros

Quem gravar me conta!

Beijotchau.

E-book: Dieta Nota 10

Quer ficar com o corpinho de Carolina Dieckmann?


A atriz, 30 anos e 2 filhos, pratica a ‘Dieta Nota 10’, um método revolucionário de controle de peso criado pelo endocrinologista carioca Guilherme de Azevedo Ribeiro. Quem não puder se consultar com o doutor da bela, não tem problema, o médico lançou um livro, que leva o mesmo nome da dieta:

Na publicação, ele lista os mais diversos alimentos e atribui notas para cada um deles. Notas são calorias divididas por 2. A Carol Dieckmann, por exemplo, que mede até 1,60m, precisa consumir 500 notas por dia, ou seja, 1000 calorias (veja quadrinho pra saber quanto sua altura permite). Nada é proibido, ela pode comer de tudo, desde que não ultrapasse as 500 notas diárias.

A listinha funciona como um cardápio, com o qual a pessoa é livre para escolher o que quiser comer (e olha que até brigadeiro vale!).

Carolina durante e depois da gravidez de José

Carolina durante e depois da gravidez de José

BT encontrou um link para download do livro, eba, clique aqui.

Não tem desculpa. Dieta já.

Beijotchau.

Face Forward – Kevyn Aucoin

Face Forward é um dos livros do famoso maquiador Kevyn Aucoin – que infelizmente já se foi. Na publicação, a gente pode ver transformações incríveis de artistas de hoje em estrelas do passado, além de aprender truques preciosos de maquiagem. Para os interessados, o livro está à venda no Amazon, e dá até pra dar uma espiadinha nas páginas.

BT mostra alguma coisinha aqui:

Winona Ryder é Liz Taylor e Gina Gershon é Sophia Loren

o James Dean acima é Gwyneth Paltrow, acredite

Kevyn Aucoin

Poderes do make.

Beijotchau.

Deluxe

Estou lendo “Deluxe – Como o luxo perdeu o brilho”, de Dana Thomas. Ainda estou no comecinho, mas minhas impressões são as melhores. Achei a seguinte entrevista no Google sobre o livro, que foi publicada na revista Veja:

“A jornalista Dana Thomas trabalha há doze anos em Paris como correspondente de moda da revista Newsweek. Nesse período, conheceu de perto a engrenagem das principais confecções de roupas e acessórios de luxo e acompanhou a transformação de grifes exclusivas em corporações globalizadas. É essa experiência que ela narra no livro Deluxe How Luxury Lost Its Luster (“Como o luxo perdeu o brilho”, ainda sem tradução no Brasil). Dana falou à repórter Julia Duailibi.

QUAL O ALCANCE DO MERCADO DE LUXO? É uma indústria que movimenta 157 bilhões de dólares ao ano e tem como clientes desde os super-ricos até a classe média. Estamos falando de um negócio gigante, que vende milhões de produtos de massa com uma margem de lucro enorme. Uma bolsa chega às lojas por dez, doze vezes o seu custo de fabricação.

O QUE É UM PRODUTO DE LUXO? Já foi mais fácil responder a essa pergunta. O luxo deixou de ser exclusivista depois que executivos de multinacionais, sem nenhuma relação com moda, compraram marcas de antigos fundadores, listaram-nas nas bolsas de valores e as expandiram para que alcançassem um mercado mais amplo. Houve uma transmutação do luxo, de um negócio de artigos cuidadosamente confeccionados para uma indústria de conglomerados globais. Atingiu-se um público maior, obtiveram-se lucros fabulosos, mas o mercado de luxo perdeu, com isso, grande parte de seu brilho. É difícil encontrar um produto genuinamente de luxo.

A POPULARIZAÇÃO DO LUXO É NEGATIVA? É ótimo que um maior número de pessoas possa comprar produtos de grife. É sinal de progresso. Mas um produto deixa de ser único quando se torna popular. As fabricantes poderiam ao menos se esforçar para manter a qualidade dos produtos, que, embora mais disponíveis, deveriam continuar sendo impecáveis, feitos dos materiais mais finos e pelos profissionais mais habilidosos. Mas isso também é exceção. Na maior parte das vezes, eles passaram a ser feitos com materiais inferiores e em larga escala, numa linha de produção.

ENTÃO OS CONSUMIDORES DE LUXO SÃO TRAPACEADOS? Em alguns casos, sim. Alguns executivos que tocam essa indústria não têm nenhum interesse pessoal na marca. Não é o seu nome que está na etiqueta. Para eles, uma grife é apenas um negócio qualquer. Em geral, as únicas empresas que não agem dessa forma são aquelas tocadas pelas famílias, para as quais a qualidade do produto e o valor intangível da marca ainda são questões de orgulho.

AINDA EXISTE ALGUM REPRESENTANTE AUTÊNTICO DO LUXO? A grife francesa Hermès está no topo do topo. Ela confecciona manualmente a maioria dos artigos de couro. Um único artesão faz o produto, do começo ao fim. Ela também produz a seda, ao contrário da maioria das marcas, que compram de outros produtores. Alguns modelos de bolsa Hermès são feitos por encomenda. É por isso que há listas de espera para comprá-los. Foi uma opção. Eles poderiam agir como todo mundo, aumentar a produção, colocar mais produtos à venda. Não haveria filas, mas o consumidor sairia da loja com uma bolsa idêntica a dezenas de outras.

COMO AS OUTRAS PRINCIPAIS MARCAS FAZEM SEUS PRODUTOS? Na Louis Vuitton, a fabricação também é ma-nual, mas num sistema próximo ao de uma linha de produção. A Gucci é super- high-tech, usa computadores para desenhar e cortar os materiais.

QUAL É SUA IMPRESSÃO DA DASLU? Quando visitei o local, eu me senti na casa de uma pessoa, não numa loja. A Daslu é única. Precisei de três dias para ver o lugar todo. A loja é tão aconchegante que você não se sente intimidado ou desconfortável. O serviço é fantástico. As vendedoras são muito simpáticas e atenciosas – parecem até que não estão atrás das comissões. Você não é tratado mal ou de forma rude. Foi um prazer fazer compras lá.”

Pra quem realmente gosta de moda, BT recomenda.

Beijotchau.

Valentino – Livro

“First Name In Fashion” é uma edição limitada de luxo que conta a história, em ordem cronológica, da vida do estilista Valentino Garavani. Entre os autores, estão Anna Wintour e Franca Sozzani.

Só serão vendidos 200 exemplares, que custam 3 mil reais cada, e um deles já está nas mãos de David Beckham.

livro_valentino.jpg

valentinoo.jpg

Então já viu, né? Victoria vai ganhar livrinho de presente no Natal. Pheeeena.

Beijotchau.

Update: BT tava com a informação pela metade… Além dos 200 exemplares luxuosos – que vêm dentro dessa supercaixa da foto, foram impressos mais 2 mil exemplares, sem caixinha.