Galochas pra que te quero

Incrível como é só chover que chovem também as visitas aqui no BT em busca de galochas. Eu já falei aqui e aqui sobre elas, mas como já passou muito tempo, fui atrás de novos modelinhos para vocês.

As da Plueys são lindas e fazem o maior sucesso. O preço continua U$ 60 dólares cada e a entrega é feita no mundo todo.

Fazia bastante tempo que eu não entrava no site da Cosse e não lembrava que a variedade de modelos era tanta. Os preços são a partir de R$ 79. A Cosse também fabrica sapatilhas de plástico e de borracha.

Use com: meias (!), vestidinhos, leggings, shorts, saias, t-shirts, coletes, maxipulls, cardigans e abuse das sobreposições.

Escolha a sua e como propõe a Plueys, let´s celebrate the rain!

Em tempo: BT lamenta a chuva no Rio e ficou sabendo que as lojas Renner da cidade estão recebendo alimentos não perecíveis para encaminhá-los à doação. Quem quiser e puder ajudar já sabe uma maneira.

Beijotchau.

Look da Última Festa

Na festa Club da Moda eu estava de blazer 284 (amo tudo!), regata Patrizia Pepe, saia 284, sandálias 284 e acessórios diversos. Maíra, minha amiga de trabalho que está comigo nas fotos abaixo foi de vestido Carmim e sandálias 284. Tudo à venda no Club de France, é cla-ro.

Figura1

DiogoMaffioletti_(103)

DiogoMaffioletti_(074)

Beijotchau.

Unhas Postiças

Nunca tive unha grande. Primeiro porque minhas unhas não crescem fortes e, segundo, porque aprendi a gostar delas bem curtinhas, no talo. Com elas assim, acho que posso abusar de esmaltes escuros, os meus favoritos. Não curto unha grandona pintada de vermelho, por exemplo. Unhas compridas já são sensuais demais, sei lá, melhor ficar no clarinho pra balancear.

Sempre reparei mãos e unhas. Acho que juntas elas dizem muito sobre suas donas. Tem mãos inocentes, sedutoras, tímidas, sofredoras. Eu não tenho paciência para fazer as unhas na manicure toda semana (acho um porre, mas elas são bem-cuidadas, tá?). Na verdade, hoje uso a correria do dia-a-dia como desculpa para elas não estarem sempre feitas. Ah, me deixa. Mas amo esmalte café, vermelho escuro e os bem coloridões e diferentes. Volta e meia me aventuro sozinha, em casa e tô na fase do azul meio verde.

Hoje fui à farmácia no meu horário de almoço e acabei comprando unhas postiças, perfeitas para eventos de última hora. Não resisti e colei logo, pra testar! Elas já vem com cola no verso e são muito, muito lindas. A cor é de unha natural bem saudável, como se estivesse com um esmalte transparente por cima. São da Fing’rs e a caixinha vem com 24 unidades. O único problema é que elas são compridas demais, estou estranhando muito e praticamente sem tato!

unhas

Preço: R$20,00

Aprovadas.

Beijotchau.

Louboutin para Ladurée

Eu amo macarons, principalmente os da Ladurée. Pra quem não conhece, macarons são doces finos feitos com massa de amêndoa e os da Ladurée são simplesmente os melhores do mundo. A receita é italiana, mas foi na França, no século 16, que  ficou famosa.

3635581814_4ea6a43df5_o

caix

Os macarons da Ladurée, que tradicionalmente vem embalados em lindas caixas, ganham cara nova a partir de 11 de setembro. O designer de sapatos Christian Louboutin, em parceria com a pâtisserie francesa, desenhou 3 caixinhas para os doces, com direito a sapatitos e bolsas must-have no layout, olha que lindas:

apa

O preço de uma caixinha com 6 unidades é cerca de 10 euros.

Beijotchau.

Entrevista – Marcus Bari

Marcus Bari já trabalhou para a Benetton e foi, por 7 anos, gerente da filial Yves Saint-Laurent em São Paulo. Um belo dia, decidiu montar negócio próprio e abriu, com outros sócios, acreditem… Uma clínica odontológica! Mas a paixão pela moda e pela beleza falou mais alto, e Marcus acabou voltando para o meio, se tornando o gerente de treinamento da Givenchy no Brasil. Ele, que sabe tudo de make-up, skin care e perfumes, deu ótimas dicas às leitoras do BT.


BT – O que não pode faltar na nécessaire?

Marcus – Pode faltar tudo, menos um lápis. Você faz ele virar sombra, delineador…

magic kalja

BT – Um luxo necessário?

Marcus – Um bom perfume. Hoje o meu preferido é o Ange ou Démon, da Givenchy.

BT – Como nasce um perfume?

Marcus – O perfumista tem na cabeça uma imagem. Pode ser de um momento, uma personalidade ou até mesmo um carro. Depois vem o estudo do frasco. Um frasco como iPhone foi criado para o perfume Play, que tem como garoto-propaganda o Justin Timberlake.  Já no Ange ou Démon, lançado em 2007, queria se resgatar a aristocracia francesa e, por isso, foi desenhado um frasco na forma de uma gota de um lustre de cristal, que é algo que há em todos os castelos da Europa. Por último, é desenvolvida a fragância.

BT – Como os perfumes devem ser guardados?

Marcus – A durabilidade dos perfumes é maior do que a de cosméticos, mas alguns cuidados devem ser tomados. É preciso que os frascos estejam sempre à temperatura ambiente e, principalmente, dentro das caixas. Os produtos devem ser protegidos da claridade, que provoca variação olfativa. O cheiro fica mais ácido.

BT  – Pecado do make:

Marcus – Muita informação. Se fizer olhos marcados, deixe a boca neutra, e vice-versa. Ah, outro pecado é fazer olho de gatinho. (risos)

BT – Rosto dos sonhos para maquiar: Marcus – Gisele Bündchen. Ela tem um rosto superexpressivo e a curvatura dos olhos profunda. É a mulher para uma maquiagem Givenchy, para ser maquiada com muito pouco. Maquiagem não é para transformar, mas para realçar.

BT – Look do verão?

Marcus – Pele bronzeada graças ao pó bronzant. A tendência é, cada vez mais, a mulher abolir o sol e recorrer à maquiagem  para um visual de que acabou de chegar da praia. Graças à alta tecnologia, os pós estão vindo mais finos e acetinados, ofecerendo maior durabilidade à maquiagem. Os bronzants deverão ter nuance de brilho no verão, para a maquiagem não ficar opaca.

BT –  Dica esperta só para as Beijocats:

Marcus – Se o lápis de olho é bom,  ele pode ­– e deve – ser passado uma só vez. Quando se passa mais de uma vez, para lá e para cá, a maquiagem acumula no canto do olho, formando uma bolinha preta.

bari

Marcus Bari

Beijotchau.

* Maíra Piccin colaborou com a entrevista.